Reunião da Câmara Temática da Copa 2014, no 20º Workshop CVC
07Abr

Reunião da Câmara Temática da Copa 2014, no 20º Workshop CVC

Associação prevê queda na média de diárias durante mês da Copa em SP

 

A Associação Brasileira  da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo realizou um seminário na tarde de quinta-feira, na capital paulista, para tratar da preparação para a Copa do Mundo. Apesar do temor do torcedor quanto a um possível aumento de preços nas diárias da cidade, o quartos.

 

“Teremos a abertura da Copa aqui e, pela lei de oferta e procura, haverá uma subida, mas, dois dias depois, como não haverá eventos corporativos, vai cair muito a taxa de ocupação. Assim, cai também o valor da diária média. Todos os estudos econômicos e mercadológicos mostram que, no período de 30 dias da Copa, teremos uma queda de ocupação e tarifa”, explicou o presidente da ABIH de São Paulo.

 

Um fator que contribui para a diminuição da ocupação é o remanejamento de eventos corporativos. A cidade de São Paulo costuma ser movimentada por reuniões em hotéis, mas, durante o Mundial, as empresas não realizarão seus seminários nos locais, transferindo-os para outras épocas do ano. Assim, se for levado em consideração o ano inteiro de 2014, a taxa de ocupação apresentará um aumento, mesmo com a queda na época do torneio.

 

“A Copa é excepcional para São Paulo, porque espremeu o calendário corporativo. No ano passado, a cidade cresceu só 1% em ocupação. Este ano, vai ser de 4% a 7% de ocupação, porque o mês de janeiro foi um dos melhores dos últimos dez anos e (a série de eventos corporativos) vai até 20 de dezembro”, acrescentou.

 

A capital paulista receberá seis partidas no Mundial, mas a grande expectativa fica em torno do jogo inaugural, entre Brasil e Croácia. “Muitas pessoas sairão de São Paulo depois da abertura, pois são muitos países convidados, sendo que só 32 têm seleções no torneio”, afirmou Paul Whelan, representante da Match-Fifa Hospitality, também durante o evento.

Já para o duelo entre Uruguai e Inglaterra, por exemplo, existe a previsão de até 65 mil torcedoresdos dois países em São Paulo (a capital tem 105 mil leitos disponíveis). Porém, há ainda uma demanda para a decisão, que será disputada no estádio do Maracanã. “São Paulo pode servir como apoio ao Rio de Janeiro durante a época da final, porque há muita demanda para hotéis cinco estrelas”, acrescentou Whelan, em seu discurso.

 

A Copa do Mundo será disputada no Brasil entre 12 de junho, quando haverá a abertura na Arena Corinthians, e 13 de julho, com a decisão no Maracanã. Ao todo, 12 sedes serão utilizadas durante o torneio. A projeção dos organizadores é de que as seleções cheguem ao País mais próximo do início do evento, sem realizar longos períodos de preparação na sede.

 
“Pelas regras da Fifa, elas têm de chegar pelo menos cinco dias antes do primeiro jogo. Em alguns casos, chegam com antecedência. Porém, não devem fazer pré-temporada aqui. Muitas vezes, os times não querem estar no País por tanto tempo, porque existe uma pressão diferente quando chegam para a Copa”, completou Whelan.

Os hotéis das cidades que receberão partidas do Mundial já começaram a receber orientações quanto ao evento, sendo que as instalações escolhidas pelas 32 seleções terão informações adicionais.

 
 
 

Deixe seu comentário

CONHEÇA OS PRODUTOS DA NOVA PARCEIRA VERUS COSMETICS

REPRESENTANTE
lucianacarvalho (11) 98943.6886
contatoverus@hotmail.com
www.veruscosmeticos.com.br
VerusCosmeticos

Associados

Selecione a cidade

Ou escolha por ordem alfabética

CONHEÇA OS PRODUTOS DA NOVA PARCEIRA VERUS COSMETICS

                                                                          

REPRESENTANTE
lucianacarvalho (11) 98943.6886
contatoverus@hotmail.com
www.veruscosmeticos.com.br

  • MW Way
  • Compre o Certificado Digital com desconto
  • UBRAFE
  • RENT MY BRAIN
  • São Paulo é tudo de bom
  • ABIH
  • Turismo Paulista
  • IDTCEMA