Dono de pousada em Guararema estima prejuízo de até R$ 300 mil com crise do coronavírus

O setor hoteleiro de Guararema é um dos que vêm sofrendo os grandes impactos da crise provocada pelo novo coronavírus. A recomendação para que a população permaneça em casa diante da pandemia da doença reduziu drasticamente a movimentação de pessoas em hotéis e pousadas da cidade, conhecida pela força na área do turismo.

Uma pousada de Guararema tomou a decisão de fechar as portas momentaneamente devido à queda de movimento. O proprietário prevê que o local ficará fechado pelo menos até a metade de abril, mas, dependendo do avanço da doença no Brasil, esse prazo pode durar até o fim do próximo mês. Reservas que já tinham sido feitas estão sendo canceladas. Segundo o dono, o prejuízo pode chegar a R$ 300 mil.

“É uma receita que jamais vou recuperar. Se tem um produto perecível, o quarto de um hotel é um dos maiores, porque o que você não vendeu hoje você não vende nunca mais. Você não estoca isso. Então o prejuízo é real”, disse o proprietário Ricardo Magalhães.

Em outra pousada da cidade, os quartos e a sala onde é servido o café da manhã estão vazios, o que retrata bem a situação que o setor vem enfrentando neste momento. Desde o início desta semana, o local não recebe hóspedes. A pousada existe desde os anos 1990 e, em três décadas de atividade, nunca ficou vazia.

Publicações relacionadas

Guia do Viajante Responsável

A VIAGEM SEGURA DEPENDE DE TODOS NÓS Hotéis, companhias aéreas, agentes de viagem, operadores, parques e atrações turísticas, prestadores de serviços e a cadeia do

Veja +