Ricardo Amorim palestrou na 56ª edição do CONOTEL

 

                                        

O economista Ricardo Amorim encerrou agora à pouco a grade de programação do primeiro dia da 56ª edição do CONOTEL – Congresso Nacional de Hotéis que é realizado pela ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis. O evento que conta com o apoio da Revista Hotéis teve início hoje no Expo Center Transamérica, zona Sul da capital paulista, e prossegue até esta próxima sexta-feira, dia 11 de abril. Acontece em paralelo a 2ª edição da Food Hospitality World 2014 – Feira Profissional de Alimentação e Hospitalidade, promoção do Grupo Cipa Fiera Milano.

Amorim iniciou sua palestra fazendo uma análise sobre o atual cenário econômico do Brasil e fez duras críticas sobre o modelo econômico brasileiro que necessita passar por grandes mudanças. “Com o atual modelo econômico em que a âncora são os juros altos para atrair o capital especulativo internacional, o Brasil contando com a sorte e teve uma grande parcela da China que necessita importar cada vez commodities, como minério de ferro, soja, entre outros”, destacou Amorim.

Este cenário, que no ponto de vista de Amorim é temeroso, fez com que muitos brasileiros pudessem retornar ao Brasil em razão das oportunidades da geração de novos empregos, mas faz cinco meses que o número de empregos está caindo. “Além desta queda, o trabalhador é muito caro e mal preparado se comparado com outros trabalhadores estrangeiros. Não conheço nenhum país que se desenvolveu sem desenvolver as pessoas”, salientou Amorim conclamando os presentes a fazerem a lição de casa para não depender somente de sorte pra crescer.

Ele destacou que os hoteleiros já perceberam as oportunidades existentes e estão fazendo a lição de casa, pois passaram a investir em cidades pólos do interior, especialmente no estado de São Paulo. “Os municípios do Inteior crescem mais do que as capitais há mais de dez anos e geram o dobro de emprego”, revelou Amorim citando o agronegócio como um dos grandes propulsores deste desenvolvimento. “Atualmente o agronegócio tem um superávit anual de US$ 83 milhões, por isto é muito importante estar atento as oportunidades criadas por este e outros segmento econômicos”, concluiu Amorim.

Fonte: https://www.revistahoteis.com.br/materias/1-Aconteceu/15345-Ricardo-Amorim-palestrou-na-56a-edicao-do-CONOTEL

 

Publicações relacionadas

Guia do Viajante Responsável

A VIAGEM SEGURA DEPENDE DE TODOS NÓS Hotéis, companhias aéreas, agentes de viagem, operadores, parques e atrações turísticas, prestadores de serviços e a cadeia do

Veja +